Skip to content

Godard le Fou

dezembro 9, 2010
tags:

Um dos principais nomes da Nouvelle Vague, Jean-Luc Godard completa 80 anos, com uma carreira de realizões magníficas para o cinema francês e contribuição para o cinema em sí. O Demônio das Onze Horas (Pierrot le Fou, 1965) representa o auge estético do diretor. Discutindo a liberdade e suas limitações, o filme conta a história de um professor de espanhol que foge com uma babá (Anna Karina) para o Sul, onde acabam se envolvendo em diversos conflitos. Eu me divirto assistindo qualquer filme de Godard simplesmente por essa liberdade e despretensão em seguir padrões ou qualquer outra coisa. Um dos aspectos que eu amo em “Pierrot le Fou” são as cores extremamente fortes que dão um belíssimo trabalho estético ao filme.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: